Transporte público em Lisboa

Ei pessoal, hoje eu vou ensinar a vocês como funciona o transporte público em Lisboa e região metropolitana. É muito fácil e rapidinho vocês pegam a “manha”.

O mais importante de tudo quando você chegar em Lisboa é fazer o seu cartão de transporte, que se chama “Viva”, da principal empresa de transporte da cidade, que é a Carris. Ele custa a partir de 36€*, cerca de R$148,21 já com IOF incluso, na cotação atual (28/06), e você pode fazê-lo em algumas estações, mais precisamente Marquês de Pombal e Campo Grande. A minha recomendação é que se faça o quanto antes e solicite o cartão com urgência (você vai pagar 12€ pela urgência, mas acredite: compensa, financeiramente, pois para cada metro individualmente, o custo é de 1,40€, enquanto para os autocarros é de 1,80€, por exemplo).

Agora vem a notícia incrível: Além de você pagar “apenas” 36€ pelo transporte, esse valor é mensal e você pode usar metrô, ônibus (autocarro), elétrico (bondinho) e comboio (trem) até a região de Algés ilimitadas vezes, sem pagar nada a mais por isso. Quem dera se no Brasil fosse assim, né?

Metro: Lisboa conta com 4 linhas de metro – azul, verde, amarela e vermelha. Algumas fazem ligação entre si, facilitando a mobilidade dentro da capital, como você pode observar no mapa:

Lisbon-metro-map
Imagem: Divulgação

Horário de funcionamento do metro: 06h30 da manhã às 01h da manhã (e fique esperto, porque não tem exceções).

Ônibus: os conhecidos como “autocarro” cobrem uma área de grande abrangência em Lisboa e são uma alternativa de locomoção, principalmente após o horário de fechamento do metro. No site da Carris você consegue consultar as linhas de ônibus com horários, tempo de trajeto de uma paragem à outra, percurso e outros detalhes. Lá você também consegue os mesmos dados referentes aos elétricos, nosso próximo tópico.

Elétricos: Quem é que nunca quis dar uma volta ao passado andando nos “bondinhos” portugueses? Lá em Lisboa isso é mais do que comum, e dependendo de qual trajeto você vai fazer, a versão é até mais moderna. As opções de elétricos são mais escassas que as de metro ou ônibus, mas ainda assim dão acesso fácil à zonas como a do Castelo de São Jorge e de Belém, além de muitas outras. Aqui você pode conferir as linhas disponíveis com horários, trajetos, etc.

Comboios: Pra quem gosta de ir para Cascais e Sintra (são cidades no litoral, cerca de 20 minutos de comboio) com frequência existe ainda a opção de pagar um valorzinho especial por semana (12€) ou mensal (consultar site oficial), que também permite viajar ilimitadamente pra curtir praia e outras coisinhas mais, logo ali do lado.

Se a frequência for menor, existe o cartão Viva Viagem, que é reutilizável e tem um custo de 0,50€, que pode ser recarregado de acordo com a necessidade do passageiro. O valor da recarga depende do local de destino, tendo como limite 3,40€ (ida e volta). É importante saber que a validação do bilhete é obrigatória antes do embarque e ele deve ser utilizado novamente no momento da saída para evitar problemas (existe uma multa de 100x o valor do bilhete, caso haja fiscalização e o passageiro não tenha validado o passe).  Para mais informações sobre comboios, recomendo o site da CP, que tem detalhes sobre todas as linhas que atende, além de valores e horários de viagens intermunicipais, interestaduais e internacionais.

As viagens para Cascais saem do Cais do Sodré. Para ir à Sintra, pode-se pegar o comboio na estação do Campo Grande ou na do Rossio e o bilhete sai por €4,30 (ida e volta), sendo que o trajeto dura cerca de 30/40 minutos. Outras viagens ferroviárias partem da Gare do Oriente, uma das estações ferroviárias e rodoviárias mais importantes de Lisboa. De lá, é possível viajar para Faro, no sul de Portugal, Évora, uma cidade histórica linda que ainda será mencionada por aqui, Sintra e outros destinos. Essa estação fica no Parque das Nações, próxima à linha vermelha do metro (paragem Oriente).

0 (2)
Dentro da estação ferroviária e rodoviária da Gare do Oriente
0 (6)
Estação do metro do Oriente
0 (5)
Estação do metro do Oriente

*O valor só altera se você quiser acrescentar acesso à alguma zona metropolitana, como Odivelas, Cascais, Sintra, etc.

Espero que tenham gostado do post! Em breve vou fazer posts especiais sobre Cascais e Sintra com dicas do que fazer em cada cidade e como chegar direitinho em cada local. Fiquem de olho. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s